Como gerenciar o condomínio em tempos de pandemia?

A pandemia causada pelo coronavírus trouxe uma série de mudanças para a vida de todos e, em especial, para o dia a dia dos condomínios. Gerenciar o condomínio neste momento não é tarefa simples. Exige muita atenção e boa comunicação, mas nós vamos auxiliá-lo.
O síndico deve estar atento às recomendações dos órgãos de saúde, para colocar em prática medidas de prevenção ao vírus e, assim, garantir a segurança dos moradores. Neste post, reunimos as principais dicas para facilitar a sua gestão neste momento. Acompanhe o texto!

Os desafios em gerenciar o condomínio

Em virtude do aumento dos casos de Covid-19, aprendemos a higienizar melhor as mãos e as embalagens de alimentos, evitar aglomerações, utilizar máscaras e, claro, permanecer em casa sempre que possível.
Mas há outras novidades no universo condominial. Como lidar, afinal, com assembleias, obras e usos de áreas comuns, durante a pandemia? Vamos orientá-lo nos principais desafios.

Uso de áreas comuns

As áreas comuns como academias de ginástica, brinquedotecas, cinema, playgrounds, quadras de esportes, piscinas e churrasqueiras devem ser fechadas, conforme sugestão da Organização Mundial de Saúde (OMS). Apenas elevadores e escadas podem permanecer livres.
O objetivo da recomendação da OMS, é diminuir a aglomeração de pessoas para evitar a circulação do coronavírus. Mesmo com uma higienização eficiente dessas áreas, o ideal é as pessoas permanecerem em casa.

Obras

Obras em unidades particulares não devem ser autorizadas. Somente reparos emergenciais podem ser permitidos.
Não apenas a execução de obra em si deve ser proibida, mas todo e qualquer procedimento, relacionado à obra, que envolva a visita de terceiros, como engenheiros ou arquitetos.
A medida contribui para minimizar riscos de transmissão, assim como assegurar um ambiente mais calmo e silencioso, pois muitas pessoas estão em home office ou teletrabalho.

Manutenção preventiva do condomínio

É preciso garantir o funcionamento de todo o sistema do condomínio, como câmeras de monitoramento, acessos, portaria e iluminação. Mas como a maioria desses serviços envolve a visita de técnicos de empresas contratadas, é recomendado que se privilegie o que for essencial e perecível, como a manutenção de elevadores e das bombas de água.

Convocação de assembleias

Para não ter aglomeração de pessoas, a assembleia presencial deve ser substituída pela virtual. Vale lembrar que tramita na Câmara dos Deputados, em caráter de urgência, o Projeto de Lei N. 1179, que regulamenta o uso da assembleia virtual.
Por meio dessa alternativa, o síndico cadastra seu condomínio em uma plataforma online, cria a assembleia de acordo com as regras definidas na convenção e convida os condôminos a participarem. Todos podem comentar sobre a matéria e votar on-line dentro do prazo estabelecido pelo gestor. No final, é gerado um documento com as informações da votação, assim como uma ata para ser registrada em cartório. Simples assim!

Locações

Não há atmosfera para aluguel por curta temporada. O segmento está em queda no mercado e algumas plataformas, como o Airbnb, permitem cancelamentos sem prejuízos ao locatário e anfitrião. Mas se alguma locação surgir, é importante conversar com os envolvidos.

Circulares e serviços da administradora

Assuma, totalmente, o comando das circulares. Utilize aplicativos de smartphone para divulgá-las e trocar informações. Eles são eficientes e contribuem para proporcionar mais tranquilidade aos moradores.
Informe sobre medidas de prevenção à transmissão do coronavírus adotadas e, até mesmo, sobre o número de pessoas infectadas no seu condomínio, se for o caso. É ideal que você se comunique com eles ao menos uma vez na semana!
O mesmo vale para os serviços da administradora. Boletos, comprovantes e folhas de ponto de funcionários podem ser trocados através de aplicativos.

Dicas exclusivas

Preparamos, ainda, dicas exclusivas para você gerenciar o condomínio com mais tranquilidade nesse momento. Organização, comunicação e transparência são as palavras-chave!

Finanças

Crie um plano de régua de cobrança flexível. Procure traçar soluções para aliviar as contas do condomínio, como rateios, negociação de acordos com prestadores de serviço e fornecedores e reavaliação da jornada de trabalho de funcionários.

Entregas

Mais gente em casa, mais uso dos serviços de delivery. Crie e divulgue um protocolo de recebimento dos produtos. É melhor que o morador desça até a portaria!

Bem-estar

Converse com os moradores sobre ações para facilitar a convivência, incentive a formação de grupos de ajuda mútua, higienize as áreas comuns e proteja os seus funcionários. Assim  você vai conseguir criar uma sensação de segurança em meio à essa situação tão desafiadora!
Para saber mais sobre medidas que você pode tomar e novidades que podem ajudar na administração do condomínio durante a atual crise, fique atento ao blog da Kiper!
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se para receber atualizações