grupo de condomínio blog
$ s

Grupo de condomínio: quais as boas práticas para interagir de forma saudável

A tecnologia vem facilitando a comunicação desde sempre e a mudança de hábitos foi total com o avanço da internet. Com a pandemia, que trouxe a necessidade do isolamento social, cresceu ainda mais a busca por alternativas para a comunicação a distância. Você, por exemplo, já deve estar em um grupo de condomínio para facilitar o diálogo com os demais moradores e com o síndico.

Hoje é difícil encontrar alguém que não use WhatsApp, por exemplo. Ele está presente em 99% dos smartphones brasileiros. Hoje, o aplicativo conta com 2 bilhões de usuários no mundo inteiro, dos quais mais de 120 milhões são do Brasil.

O recurso facilitou a comunicação, especialmente quando há muitas pessoas com um objetivo em comum. O grupo de condomínio nesse tipo de aplicativo passou a ser um recurso prático para resolver questões de interesse coletivo, para compartilhar informações e se conectar com diversas pessoas.

No entanto, por ser um aplicativo de uso informal, muitas vezes pode ser usado de maneira inadequada para um grupo de condomínio, que exige mais formalidade e mediação constante para evitar conflitos.

A proposta deste conteúdo é trazer boas práticas para moradores interagirem de forma saudável no grupo de condomínio, de modo a usar a ferramenta como um facilitador da comunicação condominial e, não, como um espaço sem regras. Confira para ficar por dentro e fazer a sua parte.

Que problemas podem surgir em um grupo de condomínio no WhatsApp?

A comunicação em um grupo de condomínio pelo WhatsApp pode ser bastante desafiadora, principalmente se há conflitos entre moradores e síndico.

Na Paraíba, por exemplo, um condômino foi condenado a pagar R$ 7 mil de indenização após ter ofendido a síndica usando o grupo de condomínio. De acordo com o juiz do caso, julgado pela Segunda Turma Recursal Permanente de João Pessoa, os comentários ofensivos em grupos do WhatsApp se caracterizam como danos morais.

É comum em muitos condomínios que moradores usem grupos do WhatsApp como extensão da assembleia

Nessas situações, acabam levantando suspeitas quanto à honestidade da gestão, ofendendo síndicos e exigindo prestação de contas em horários inoportunos, entre outros comportamentos inadequados. Essas são condutas que precisam ser evitadas em um grupo de condomínio.

Sendo assim, é preciso compreender o objetivo do grupo e as suas regras para que a comunicação por meio digital seja a mais eficiente possível. A seguir, trouxemos algumas dicas para você interagir de forma saudável no seu grupo de condomínio.

5 dicas para melhorar a comunicação em um grupo de condomínio

Até pouco tempo atrás, antes da popularização dos smartphones e da internet, não existiam recursos para a comunicação entre o síndico e os condôminos ser realizada em tempo real. 

Dessa forma, as queixas e os problemas do cotidiano eram acumulados até o dia da próxima assembleia ou eram discutidos “pelo condomínio”, na porta da casa do morador ou do síndico.

Porém, com o aumento de recursos para troca de mensagens instantâneas, como o WhatsApp, essa comunicação ficou facilitada. Hoje é possível resolver a maior parte dos problemas por meio do aplicativo, de forma rápida e prática

No entanto, assim como em qualquer outro meio de comunicação que envolve muitas pessoas, pode haver desentendimentos e nem sempre as pessoas sabem a melhor maneira de se comportar em espaços assim.

Por isso, levantamos algumas dicas importantes para você fazer a sua parte.

1. Entenda qual é o objetivo do grupo de condomínio

Quando o grupo de condomínio foi criado no WhatsApp, possivelmente pelo síndico, ele com certeza estabeleceu regras e definiu qual seria o objetivo do grupo.

Portanto, para se comunicar com eficiência nesse grupo, é necessário que você tenha entendido essas regras.

  • Por exemplo, o grupo de condomínio é uma ferramenta oficial ou apenas um instrumento de comunicação? 
  • Quais são os assuntos que podem ser tratados por meio dessa ferramenta? 
  • Você está autorizado a informar no grupo caso presencie algum problema no condomínio ou existe outro meio para esse tipo de registro?

Tenha todos os esses pontos claros antes de enviar qualquer mensagem no seu grupo de condomínio. Assim, você evita fazer algo que não esteja autorizado por falta de conhecimento.

2. Não aborde assuntos que não estejam relacionados ao condomínio

Tenha em mente que o grupo de condomínio é para tratar de assuntos relacionados ao condomínio. Portanto, mesmo que você acredite que tem uma informação importante a ser compartilhada, se ela não estiver relacionada ao condomínio, não envie no grupo.

Mensagens, áudios, vídeos e links relacionados a política, religião, futebol, humor, correntes, entre outros assuntos não devem ser compartilhados no grupo de condomínio, qualquer que seja a intenção.
Evite também mensagens como “bom dia”, “boa tarde” e “boa noite” se você não tiver um assunto a ser tratado sobre o condomínio.

3. Se você tem um assunto a tratar com uma pessoa específica, fale diretamente com ela

Lembre-se de que o objetivo do grupo de condomínio é facilitar a comunicação sobre assuntos que envolvem várias pessoas.

Portanto, se você tem um assunto a tratar com uma pessoa específica, o ideal é que você fale diretamente com ela, seja pelo WhatsApp no privado ou mesmo pessoalmente.
Se o assunto for um problema ou uma situação que exponha a pessoa, é mais um motivo para que seja tratado de forma particular. Deixe para o grupo apenas assuntos que envolvam mais moradores.

4. Determinados assuntos devem ser tratados apenas em assembleias

Geralmente, um grupo de condomínio no WhatsApp é criado pelo síndico com o objetivo de enviar comunicados, informar sobre questões emergenciais (como uma falha no controle remoto da garagem, por exemplo), manutenções, lembretes, quadro de utilização das áreas de lazer do condomínio, mudança de funcionários etc.
Se você tem algum assunto para discutir com os demais moradores e que não esteja relacionado a esse objetivo principal, não discuta no grupo. Deixe esses assuntos para serem tratados apenas em assembleias.

5. Em caso de discordâncias, evite discussões

Em um grupo em que estão muitas pessoas, inevitavelmente surgem discordâncias. Alguém diz algo que você discorda completamente e, como você está envolvido, sente a necessidade de defender seu ponto de vista. Até aí, tudo bem. 

O problema é que, na hora da raiva, pode ser que não sejam escolhidas as melhores palavras para se expressar e a situação acabe se tornando um conflito.

Então, a recomendação é que, quando houver alguma discordância, deixe o assunto para ser resolvido em outro momento para que a raiva não tome conta ou mesmo prefira tratá-lo em assembleia. A ideia é realmente evitar discussões acaloradas no grupo de condomínio.

E por falar em assuntos que devem ser discutidos em grupo de condomínio, um ponto importante que você pode levar para ser votado é a implantação de portaria remota, um modelo mais seguro para proteger o condomínio.

Inclusive, este tipo de solução conta também com aplicativos específicos para  comunicação em condomínio. Elas são até mais recomendadas do que as outras ferramentas, pois trazem funcionalidades mais adequadas e todos já sabem que servem para comunicação condominial.

No app da Kiper do Porter Group, por exemplo, a função mural permite a interação entre as pessoas e o envio de comunicados e recados.

Veja agora um conteúdo completo que explica tudo o que você precisa saber sobre portaria remota. Confira:

Infográfico | Tudo o que você precisa saber sobre portaria remota

Porter Group

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Fale com um consultor