Tudo sobre portaria remota

Neste artigo completo, veja tudo o que você precisa saber sobre portaria remota e como escolher a solução ideal para o seu condomínio.

A necessidade de investir em inovações que ajudem a modernizar o condomínio e zelar pelo patrimônio tem despertado o interesse de síndicos e moradores nos últimos anos. Nesse sentido, a contratação de uma solução de portaria remota é a alternativa ideal para quem busca inovar, aumentar a segurança e até reduzir gastos. 

Além de proporcionar custos menores com a folha de pagamento dos funcionários, essa tecnologia reforça o controle de acesso e automatiza a gestão do condomínio, facilitando o trabalho do síndico.

No entanto, para adotar uma tecnologia que vai impactar em vários aspectos do dia a dia, é preciso entender como funciona uma solução de portaria remota.

São inúmeras opções de tecnologias e serviços disponíveis no mercado. Por isso é importante avaliar qual delas vai atender de forma completa as necessidades e as exigências do condomínio – apesar de semelhantes, nem todas oferecem funcionalidades capazes de se ajustar a cada tipo de empreendimento.

Para eliminar todas as dúvidas, listamos vários pontos importantes sobre portaria remota. Confira!

O que é portaria remota e como funciona?

A portaria remota é uma solução inovadora de segurança condominial que permite o processo de liberação e autorização de acesso de forma automatizada e a distância, tanto para moradores, visitantes e prestadores de serviços.

O controle é feito por profissionais que ficam disponíveis em uma base de atendimento remota para resolver as demandas condominiais.

Com a portaria remota, todas as entradas, saídas, entregas e correspondências são controladas e monitoradas 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Os moradores recebem uma TAG ou utilizam um QR Code através de um aplicativo para acessar o condomínio pela portaria de pedestres e um controle anticlonagem para o portão da garagem.

O sistema também realiza o registro de áudio, vídeo e informações dos usuários que autorizam a entrada e das ações do profissional que monitora de forma remota a portaria.

Dessa forma, a tecnologia contribui para automatizar a vigilância em condomínios residenciais de pequeno a grande porte, tornando condôminos menos vulneráveis do ponto de vista de segurança.

Isso porque garante que os procedimentos preventivos sejam realizados remotamente, eliminando entradas indesejáveis e não autorizadas.

Vale lembrar que alguns problemas rotineiros de portaria podem causar situações de estresse e também de risco. Entre estes problemas destacamos:

Diferença entre portaria remota e portaria humana/portaria tradicional

Diferente da portaria humana ou portaria tradicional, na portaria remota não é necessário contar com a presença física de porteiros nos condomínios. A vigilância e o controle de acesso são feitos totalmente à distância, por profissionais que fazem parte da equipe da empresa que realiza a prestação de serviço de portaria remota.

Em uma central de monitoramento segura, que fica fora do condomínio em uma base de operações, os atendentes realizam os procedimentos de liberação (ou não) da entrada de moradores, visitantes e prestadores de serviço do condomínio. 

Os sistemas de portaria remota também podem fazer essa gestão de acessos de forma automatizada, por meio de um aplicativo para smartphones, por exemplo, tornando mais rápido o processo de entradas e saídas.

Portaria remota x portaria virtual/portaria eletrônica/portaria digital 


Portaria virtual, portaria eletrônica e portaria digital são sinônimos. E todas elas diferem da portaria remota. 

Apesar da nomenclatura semelhante, há diferenças entre os dispositivos e serviços entre elas. A principal está na forma que pode resolver os problemas de um condomínio. 

Veja alguns pontos:

  • Acesso ao condomínio – O controle da portaria eletrônica, virtual ou digital ocorre de forma manual, onde o morador precisa liberar a entrada do visitante pelo interfone. Apesar de haver um sistema de controle de acesso, são os moradores que atuam nessa parte. Já na portaria remota, tudo ocorre através de uma base de atendimento. O visitante pode entrar com autorização telefônica ou por um QR Code temporário – o morador não precisa estar em casa para liberá-lo, já que há o atendimento feito pela base operacional.
  • Registros de acesso – A portaria remota permite o registro detalhado de entradas e saídas onde foi instalada. Com a portaria eletrônica ou virtual, isso não acontece automaticamente.

E se a internet ou a energia caírem, a portaria remota funciona?

Um dos maiores receios que os síndicos têm de adotar uma solução de portaria remota é a possibilidade de ocorrerem falhas de comunicação e tempo de resposta entre a central de monitoramento e os visitantes, por conta da instabilidade da internet ou devido a quedas de energia, por exemplo.

No entanto, esse risco pode ser eliminado se o condomínio contar com uma solução que garanta o funcionamento de forma ininterrupta e sem falhas. 

Existem ferramentas no mercado que asseguram isso, o que é determinante para garantir a segurança e a qualidade no atendimento para os moradores. 

Um dos principais diferenciais que a portaria remota oferece nesse sentido é o funcionamento do sistema por meio de um protocolo de comunicação exclusivo – link ponto a ponto.

Esse tipo de solução garante que o condomínio e a empresa de segurança se mantenham interconectados via fibra óptica ou por rádio, o que faz aumentar a performance do atendimento.

Confira no vídeo abaixo mais detalhes sobre como funciona a portaria remota. Quem explica é Odirley Felício da Rocha, o Ody, gerente comercial do Porter Group, empresa que reúne as marcas Kiper, Porter e Villaro e que oferece soluções eficientes para o controle e o gerenciamento do acesso de condomínios a distância.

As vantagens da portaria remota para o condomínio

Considerada uma tendência no mercado de segurança, a portaria remota é uma das principais soluções indicadas para inibir ações de criminosos em condomínios residenciais.

A tecnologia diminui consideravelmente os riscos relacionados às falhas humanas em portarias, pois evita contato direto com desconhecidos e visitantes.

Além disso, a portaria remota contribui ainda para uma economia nos gastos, o que, a longo prazo, pode contribuir até mesmo para uma taxa condominial mais baixa. Então, o valor pode ser revertido para melhorias no empreendimento.

Para isso, o ideal é optar pela contratação de ferramentas integradas que garantam o armazenamento das informações. O circuito de câmeras de vigilância e o sistema de voz do condomínio, por exemplo, devem estar integrados ao software.

Dessa forma, o repasse das informações passa a ser realizado em tempo real e as imagens e os dados dos acessos ficam armazenados na plataforma e disponíveis aos moradores e aos síndicos, caso necessário.

Assim, outra vantagem dessa tecnologia é a conquista de uma gestão mais estratégica, permitindo o acompanhamento de processos do condomínio como um todo. 

O que uma boa empresa de portaria remota precisa oferecer?

Confira a seguir 6 pontos que o seu condomínio deve avaliar ao considerar contratar uma solução de portaria remota. Observe se a solução que você tem em vista oferece essas possibilidades.

1. Uso de tecnologias inovadoras


Geralmente, em tecnologias mais inovadoras, utiliza-se TAG personalizada ou QR Code (sem necessidade de acesso à internet para uso) para controle de acesso dos moradores, visitantes e prestadores de serviço.

Os moradores vão receber uma TAG ou gerar um QR Code em um aplicativo no smartphone para acesso ao condomínio pela portaria de pedestres e um controle anticlonagem para o portão da garagem.

Em situações emergenciais, o software registra todos os tipos de eventos incomuns e a base de atendimento é preparada para alertar os síndicos sobre o que está ocorrendo.

Os moradores também têm acesso à função pânico, que emite alerta à central de monitoramento em situações de emergência.

2. Registro de áudio, vídeo e dados


Por meio da solução de portaria remota, o morador é contatado sobre a chegada de um visitante ou prestador de serviço, mesmo se não estiver em casa.

O contato é feito via celular ou interfone e as ligações e os vídeos são gravados remotamente, permitindo registro de todos os acessos.

É disponibilizado ao condomínio um conjunto de instrumentos de segurança, entre eles:

Todas essas inovações garantem a valorização do imóvel a longo prazo.

3. Acesso a relatórios para gerenciamento


O uso da tecnologia de portaria remota deve garantir, tanto à empresa de segurança quanto ao síndico, acesso a relatórios com registro detalhado das informações de circulação de pessoas no condomínio, incluindo:

Nesse sentido, é de fundamental importância que a empresa escolhida para fornecer a portaria remota inclua no pacote a manutenção preventiva da tecnologia.

4. Economia nos custos com pessoal e taxa condominial


Um dos principais benefícios que têm atraído cada vez mais atenção para a adoção da portaria remota está relacionado à redução nos custos para manter funcionários presencialmente na portaria. Há situações em que essa redução gira em torno de 50%.

O valor economizado pode ser investido em outras áreas, proporcionando a valorização do imóvel.

Portanto, antes de contratar uma solução, calcule o quanto ela pode oferecer em redução de custos com contratações e encargos trabalhistas e o quanto isso pode ser benéfico para o condomínio a longo prazo.

5. Diminuição de falhas humanas


Ao adotar a portaria remota, o condomínio tem a segurança reforçada, evitando problemas comuns de quando se conta com porteiros presentes no ambiente.

Além disso, com todas as possibilidades que o sistema oferece, a gestão condominial ganha escalabilidade, podendo ser feita de forma mais estratégica.

6. Aumento da sensação de segurança


Como a tecnologia de portaria remota permite que os profissionais façam o monitoramento a distância, a segurança do condomínio se torna mais rígida, uma vez que não expõe porteiros e moradores a situações de risco.

Outra medida que contribui para a sensação de segurança são as eclusas de pedestres para controlar o acesso de visitantes e prestadores de serviços.

O mecanismo conta com dois portões em sequência. O portão interno só é aberto pelo profissional de segurança depois de confirmar que todas as pessoas que estão no interior da eclusa foram identificadas e autorizadas a acessar o condomínio.

Dessa forma, podemos constatar que com a adoção da portaria remota tanto o condomínio quanto o porteiro ficam mais seguros, contribuindo para o aumento da sensação de segurança dos moradores e tornando a gestão do condomínio mais eficaz.

Quer saber mais sobre a portaria remota e como essa tecnologia pode facilitar o dia a dia do síndico e agregar mais segurança aos condomínios? Veja este webinar:

Principais diferenças entre portaria tradicional e portaria remota

Os diferenciais da solução de portaria remota Porter Group


Apesar de muitos síndicos ainda terem dúvidas sobre a eficiência desse tipo de tecnologia e receio em adotá-lo, ele apresenta muitas vantagens.

Sem o apoio de uma solução de portaria remota eficiente, o síndico acaba dedicando muito tempo para fazer a gestão do condomínio e da equipe, além de ter a necessidade de estar disponível para atender às mais variadas solicitações dos moradores.

Nesse sentido, a portaria remota é considerada a solução ideal para o síndico que deseja tornar a gestão de um condomínio mais econômica, eficaz e segura.

Para implementar a tecnologia, o recomendado é contar com o auxílio de uma empresa de segurança especializada em solução de portaria remota, que possa garantir a idealização de um projeto personalizado para o condomínio e para o seu perfeito funcionamento.

A tecnologia inovadora de portaria remota do Porter Group garante o rígido controle de acesso de moradores, visitantes, entregas e prestadores de serviços a distância por meio de uma central de monitoramento remota. Com o sistema desenvolvido pela Kiper, empresa do Porter Group, o acesso ao condomínio não é permitido sem autorização dos moradores e todas as informações de eventos da portaria ficam registradas para acompanhamento do síndico e da Porter, empresa do grupo que faz o atendimento e atua como prestadora do serviço de portaria remota.

Dessa forma, o síndico recebe um relatório frequente  sobre todos os acessos ao condomínio, inclusive dias e horários de maior movimentação, quantidade de toques de interfone, quantidade de abertura do portão de garagem ou da entrada de pedestres.

Além dessas, outras informações relevantes podem ser obtidas para que tanto a prestadora do serviço de segurança quanto o síndico avaliem a necessidade de uma manutenção preventiva do sistema ou tenham uma visão macro para ajustes de gargalos na gestão condominial.

Essa praticidade da solução do Porter Group confere não apenas mais segurança, mas também gera uma economia nas despesas com folha de pagamentos e encargos de funcionários, pois deixa de ser necessária a contratação de cinco profissionais para estarem na portaria do condomínio 24 horas por dia.

Confira agora um infográfico com informações importantes para ajudar a tomar uma decisão sobre a portaria remota no seu condomínio:


Você também pode entrar em contato com nossos especialistas e solicitar um atendimento exclusivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

iStock-1178761712-[Convertido]
Cadastre-se para receber atualizações